Por que itens de segurança são supérfluos no Brasil?

airbag segurança

No Brasil, tudo o que se refere a introdução de componentes de segurança nos automóveis e que podem preservar a vida humana, é considerado como supérfluo e desnecessário, com o argumento de que isso tornaria o veículo mais caro. No final de 2013 foi aprovada a medida obrigatória do uso de freios ABS e airbags dianteiros em todos os veículos produzidos no país. O airbag já havia sido antecipado em 1997 pelo Código Nacional de Trânsito, mas esbarrou no veto do então presidente Fernando Henrique Cardoso.

Leia também: Montadoras têm que usar a criatividade para baixar estoques

Agora, mais de 15 anos depois, o assunto voltou à tona, tendo desta vez a oposição do ministro da Fazenda Guido Mantega que justificou a decisão por causar aumento no preço dos automóveis e possível perda dos empregos na indústria automobilística. Felizmente o ministro voltou atrás e a medida foi mantida em 2014. Acontece que em outros países como os Estados Unidos, Japão e União Européia a preocupação com o aprimoramento de equipamentos de segurança é constante.



Estatísticas comprovam que acidentes fatais ocorrem com menor frequência em países desenvolvidos, onde são permanentemente aprimoradas técnicas eletrônicas semelhantes às utilizadas em carros de corrida como o EBD – Distribuidor de Força de Frenagem (Eletronic Brake Force Distribution) e ESC (Eletronic Estability Control) Controle de Estabilidade – sistema utilizado para desvios repentinos e que agem juntamente com os freios ABS (Anti-lock Brake System).

Nos Estados Unidos, por exemplo, até 2018 todos os automóveis terão que possuir câmera traseira ou câmera de ré. Esse sistema reduz a dificuldade de visualização do condutor no movimento de marcha a ré. No Brasil esse equipamento está presente somente em alguns modelos importados, mas pode ser adquirido no comércio e adaptado ao veículo.

Além disso, na Europa, a partir de 2015 todos os carros terão que possuir o Alerta de Saída de Pista, muito utilizado em Frotas aqui no Brasil, que detecta e avisa quando o veículo está desviando acidentalmente da faixa em que trafega.
A Frenagem Autônoma, sistema preventivo para colisões traseiras também será um item obrigatório nos carros europeus.
Aqui no Brasil, se dá mais importância a ítens supérfluos como sofisticados faróis, rodas de liga leve, som de última geração, enquanto que os ítens de segurança é que passam a ser supérfluos. Tudo uma questão cultural.

Foto: MeuCarroNovo.

publicado em: Notícias

Publicar um comentário